Pular para o conteúdo principal

3ª PARCELA DO AUXÍLIO EMERGENCIAL PODEM SER CORTADAS APÓS REANÁLISE


Ter recebido a primeira ou segunda parcela não garante recebimento das demais, isso vai ocorrer porque em cada pagamento uma reanalise dos cadastrados será feita.

De acordo com Onyx Lorenzoni, Ministro da Cidadania, a ideia é de que os pagamentos indevidos, ou seja quem se cadastrou de forma irregular tenha o benefício cancelado. Por exemplo o cidadão que tenha recebido a primeira parcela do auxílio emergencial entretanto entre o pagamento da segunda parcela tenha conseguido um emprego formal, pois estes já não possui mais direito ao benefício.

Por isso, antes mesmo de realizar o pagamento da terceira parcela do auxílio emergencial, o sistema deve analisar novamente os beneficiários aprovados e se eles ainda atendem ou não aos requisitos necessários. Caso o cidadão tenha conseguido um emprego formal a informação será acrescentada na Carteira de Trabalho e o sistema que analisa os dados do benefício vai vetar o pagamento. O mesmo vale para quem começar a receber outro benefício entre o recebimento da primeira e segunda parcela do Auxílio Emergencial, como, por exemplo, uma aposentadoria.

OUTROS MOTIVOS QUE PODEM BLOQUEAR O RECEBIMENTO DA TERCEIRA PARCELA:

Ser empregado com carteira assinada;
Estar recebendo seguro-desemprego;
Aposentado ou pensionista do INSS;
Receber demais benefícios, com exceção do Bolsa Família: Benefício de Prestação Continuada (BPC); Auxílio Doença; Garantia Safra; Seguro Defeso;
Ser de família com renda mensal por pessoa superior a meio salário mínimo (R$ 522,50);
Renda familiar mensal total maior que três salários mínimos (R$ 3.135);
Limite maior que duas pessoas que recebem Bolsa Família na mesma família;
CPF irregular.

QUEM PODE RECEBER O AUXÍLIO EMERGENCIAL?

Primeiramente, trabalhadores informais de qualquer tipo, inclusive intermitentes;
Inativos;
Desempregados;
MEIs (microempreendedores individuais);
Contribuintes individuais da Previdência;
Famílias com renda mensal total de até três salários mínimos (ou seja, R$ 3.135) ou com renda per capita (por membro da família) de até meio salário mínimo (R$ 522,50);
Quem teve rendimentos tributáveis de até R$ 28.559,70 em 2018 (conforme declaração do Imposto de Renda feita em 2019);

Comentários

Postar um comentário


Parceiros do Portall Gameleira:


Postagens mais visitadas na ultima semana:

PREFEITURA ATENDE SOLICITAÇÃO DO VEREADOR ZÉ GALEGO E REALIZA LIMPEZA E PATROLAMENTO DA COMUNIDADE DE ANTAS

  Nesta semana, a Prefeitura de Jaguarari por meio da Secretaria de Obras e de Administração, atendeu pedido do Vereador Zé Galego (PP) , e realizou serviço de LIMPEZA E PATROLAMENTO das estradas da comunidade de Antas. O serviço vai facilitar a trafegabilidade nas comunidades e ao mesmo tempo receber melhor os visitantes nas novenas em comemoração ao padroeiro São Sebastião. POrtall Gameleira

DEFINIDOS OS GRUPOS DO 7º CAMPEONATO DE FUTEBOL MASCULINO DE GAMELEIRA

  A Associação do Produtores da Agricultura Familiar do Distrito de Gameleira , que tem André Ferreira como atual presidente, realizará o 7º CAMPEONATO DE FUTEBOL MASCULINO CÍCERO JOSÉ DA SILVA , no Distrito de Gameleira, edição 2022. Este ano serão homenageados os desportistas Assuero Crisóstomo e Waltinho Crisóstomo. A 7ª edição da competição terá a premiação de R$ 5.000,00 para o campeão do amador, para o vice-campeão serão R$ 3.000,00 . Já para a categoria juvenil (2º quadro). o campeão levará R$ 2.000,00 e o vice ficará com R$ 1.000,00 . Ainda não há definição do início da competição em decorrência do Decreto Municipal que impede a realização de partidas de futebol. Este ano, em uma parceria inédita entre a Rádio Top Fm 104.9, a Tv Jaguarari e A Associação promotora do certame, haverá a transmissão do 7º Campeonato de Futebol Masculino de Gameleira. Equipes participantes: 1º de Maio, Gama, 7 de Setembro, 13 de Junho, Família Leite, Comando, B13, Pilar, Santa Rosa, Lajedo, Anta

DECRETO ESTADUAL REDUZ PARA 3 MIL PESSOAS O NÚMERO MÁXIMO DE PÚBLICO EM EVENTOS E ESTÁDIOS NA BAHIA

  Após reunião realizada no fim da manhã desta segunda-feira (10), o governador Rui Costa decidiu reduzir para até 3 mil o número máximo de pessoas em eventos em todo o território baiano , incluindo estádios de futebol. O novo decreto será publicado na edição desta terça-feira (11) do Diário Oficial do Estado (DOE) e substitui o atual, que permite até 5 mil pessoas em eventos e teria validade até o dia 14 de janeiro. Além do número máximo de 3 mil pessoas, os eventos devem obedecer à regra de lotação máxima de 50% da capacidade de cada local. Serão mantidas no novo decreto as obrigatoriedades da comprovação de vacinação contra a Covid-19 e do uso de máscara pelo público e demais participantes dos eventos. Essa exigência se estenderá para bares e restaurantes que, a partir de agora, devem exigir dos clientes o comprovante de vacinação. A decisão pelo reforço de medidas de maior restrição ocorre para tentar conter o aumento de casos de infecção pelo coronavírus. O número de casos ativos